O que muda com a aprovação da Reforma da Previdência

O Senado aprovou na última terça-feira (22/10), o texto-base da reforma da Previdência.

A votação do texto-base em segundo turno no Senado teve 60 votos a favor e 19 contra e garante uma economia de R$ 800,3 bilhões em dez anos.

A reforma prevê que novos trabalhadores só poderão se aposentar com idades de 62 anos (mulheres) e 65 anos (homens), tanto na iniciativa privada quanto no setor público federal, com tempo mínimo de contribuição de 15 anos (mulheres), 20 anos (homens) e 25 anos para servidores de ambos os sexos.

Professores, policiais e profissionais expostos a agentes nocivos  têm regras mais brandas. Quem já está no mercado de trabalho poderá escolher a mais vantajosa entre as regras de transição. Durante esse período, o tempo mínimo de contribuição permanece em 15 anos para homens e mulheres.

Além de aumentar o tempo para se aposentar, a reforma também eleva as alíquotas de contribuição para quem ganha acima do teto do INSS.

Os 1.142 servidores federais que recebem acima de R$ 39 mil, por exemplo, pagarão alíquotas crescentes, que chegam a 22% sobre a parcela que excede o limite salarial na União. Em contrapartida, quem ganha um salário mínimo (R$ 998) terá até um alívio na contribuição.

Link:https://contadores.cnt.br/noticias/tecnicas/2019/10/24/o-que-muda-com-a-aprovacao-da-reforma-da-previdencia.html

Conteúdo Original:http://Diário do Comércio

Foto Reprodução:https://www.otempo.com.br/economia/como-fica-minha-aposentadoria-com-a-reforma-da-previdencia-1.2252936

 

 

 

Leave A Comment